quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Bolo gelado para encontro com amigas.



Minha homenagem a esta colega que conhecí este ano.

Seu maior sonho, ter uma casa própria (foi professora), idade oitenta e tra lá lá e la la la e mais la la la, imaginem.

Nem todos os sonhos podem ser realizados como uma casa própria com jardim, decidiu então contemplar as plantas viçosas do fundo do quintal e conversar com elas.

Seus passos são tão miúdos que comparo as de uma formiguinha pois foi exatamente este o pensamento quando a ví e quando descobri fiquei encantada, pinta, faz poesia e quer escrever um livro, e frequenta Auto Estima e Virtudes na terceira idade.

Cora Carolina começou a escrever com 76 anos de idade.

É possível seguir os passos desta formiguinha?

Sim.

Terceira Idade está na moda, procure na sua cidade Universidades que tenham estes grupos e leve sua mãe, avó, Tia ou VOCE.



Dá para ver como estão congelados.
Direto para uma sacola própria, pois com o calor iriam derreter, pode ser num isopor.
Prontinho para a reunião com minhas amigas.
Depois de congelados é que pode colocar os confetes, cuidado, no sorvete derretendo eles mancham, realmente só usam depois de congelado.
Enfeitei as tampinhas, eu tenho este cortador, vale a pena ter, até meus cartões de Natal eu uso as flores.
Empurro o bolo com uma colher de sobremesa e coloco sorvete de creme, não coloquei, o sorvete começou a derreter e fui muito rapida para devolver os potinhos no freezer.
Dá para ver que no fundo fica um espaço.
Dá bem para ver como fica cremoso, coloco os vidros que normalmente usam para brigadeiro e recorto o bolo.
Este bolo é de uma receita tradicional, 3 ovos, 3 colheres de margarina, 3 colheres de açucar, farinha, pós royal, só que no lugar do leite coloco 1 vidro de leite de coco, é um bolo gelado e o recheio é com leite em pó, 1/2 litro de leite com 5 colheres de leite em pó, 3 gemas , bater com o garfo e vai no fogo até engrossar, dividir o bolo no meio e rechear.


  • A Aluna Rosa


No primeiro dia de aula nosso professor se apresentou aos alunos, e nos desafiou a que nos apresentássemos a alguém que não conhecêssemos ainda.

Eu fiquei em pé para olhar ao redor quando uma mão suave tocou meu ombro.

Olhei para trás e vi uma pequena senhora, velhinha e enrugada, sorrindo radiante para mim.
Um sorriso lindo que iluminava todo o seu ser.

Ela disse:
"Ei, bonitão.
Meu nome é Rosa.
Eu tenho oitenta e sete anos de idade.
Posso te dar um abraço?"

Eu ri, e respondi entusiasticamente:
"É claro que pode!", e ela me deu um gigantesco apertão.

Não resisti e perguntei-lhe:
"Por que você está na faculdade em tão tenra e inocente idade?", e ela respondeu brincalhona:

"Estou aqui para encontrar um marido rico, casar, ter um casal de filhos, e então me aposentar e viajar."

"Está brincando", eu disse.
Eu estava curioso em saber o que a havia
motivado a entrar neste desafio com a sua idade, e ela disse:

"Eu sempre sonhei em ter um estudo universitário, e agora estou tendo um!"

Após a aula nós caminhamos para o prédio da união dos estudantes, e dividimos um
milkshake de chocolate.
Nos tornamos amigos instantaneamente.

Todos os dias nos próximos três meses nós teríamos aula juntos e falaríamos sem parar.
Eu ficava sempre extasiado ouvindo aquela "máquina do tempo" compartilhar sua experiência e sabedoria comigo.

No decurso de um ano, Rose tornou-se um ícone no campus universitário, e fazia amigos facilmente, onde quer que fosse.

Ela adorava vestir-se bem, e revelava-se na atenção que lhe davam os outros estudantes.
Ela estava curtindo a vida!
No fim do semestre nós convidamos Rose para falar no nosso banquete de futebol.
Jamais esquecerei o que ela nos ensinou.

Ela foi apresentada e se aproximou do pódium.
Quando ela começou a ler a sua fala, já preparada, deixou cair três, das cinco
folhas no chão.
Frustrada e um pouco embaraçada, ela pegou o microfone e disse simplesmente:

"Desculpem-me, eu estou tão nervosa!
Eu não conseguirei colocar meus papéis em ordem de novo, então deixem-me apenas falar para vocês sobre aquilo que eu sei."

Enquanto nós ríamos, ela limpou sua garganta e começou:

"Nós não paramos de jogar porque ficamos velhos; nós nos tornamos velhos porque paramos de jogar.
Existem somente quatro segredos para continuarmos jovens, felizes e conseguir o sucesso.
Primeiro, você precisa rir e encontrar humor em cada dia.
Segundo, você precisa ter um sonho.
Quando você perde seus sonhos, você morre.
Nós temos tantas pessoas caminhando por aí que estão mortas e nem desconfiam!
Terceiro, há uma enorme diferença entre envelhecer e crescer.
Se você tem dezenove anos de idade e ficar deitado na cama por um ano inteiro, sem fazer nada de produtivo, você ficará com vinte anos.
Se eu tenho oitenta e sete anos e ficar na cama por um ano e não fizer coisa alguma, eu ficarei com oitenta e oito anos.
Qualquer um, mais cedo ou mais tarde ficará mais velho.
Isso não exige talento nem habilidade, é uma conseqüência natural da vida.
A idéia é crescer através das oportunidades.
E por último, não tenha remorsos.
Os velhos geralmente não se arrependem por aquilo que fizeram, mas sim por aquelas coisas que deixaram de fazer.
As únicas pessoas que tem medo da morte são aquelas que tem remorsos."
Ela concluiu seu discurso cantando corajosamente "A Rosa".
Ela desafiou a cada um de nós a estudar poesia e vivê-la em nossa vida diária.
No fim do ano Rose terminou o último ano da faculdade que começara há tantos anos atrás.
Uma semana depois da formatura, Rose morreu tranqüilamente em seu sono.
Mais de dois mil alunos da faculdade foram ao seu funeral, em tributo à maravilhosa mulher que ensinou, através de seu exemplo, que nunca é tarde demais para ser tudo aquilo que você pode provavelmente ser, se realmente desejar.
Quando você terminar de ler isto, envie esta palavra de conselho para seus amigos e familiares. Eles realmente apreciarão!
Estas palavras têm sido divulgadas por amor, em memória de "Rose".
Uma grande mulher.
Na verdade um grande ser humano.

LEMBRE-SE:
ENVELHECER É INEVITÁVEL, MAS CRESCER É OPCIONAL!


8 comentários:

  1. que delícia!.. que linda homenagem..
    comi com os olhos e imaginei os sabores..
    beijos perfumados

    ResponderExcluir
  2. Oi Gil, adorei esse seu carinho. nossa que ideia legal essa dos vidrinhos.
    Ja tinha passado aqui ontem mas não consegui deixar meu recadinho,
    Adorei a ideia, um super beijo pra voce.
    inté.

    http://blogdagullo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Que linda a sua amiga!!! Adorei esse post
    bjs
    juliana

    ResponderExcluir
  4. Oi Gil, o bolo parece delicioso nunca pensei em colocar sorvete com o bolo, vou anotar a receita.
    A lembrancinha ficou linda!
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Gil, vc. arrasou como sempre. Adorei a ideia.
    Vc. sempre muito prendada.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Ficaram lindos! Adorei a idéia do bolo nos potinhos, um mimo! Bjks

    ResponderExcluir
  7. A ideia no bolo é ótima, eu já tinha visto brigadeiro, mais nunca bolo...rsrss

    Bjosss

    ResponderExcluir
  8. Adoro guloseimas que encantam não só ao paladar mas também a visão!

    ^.^

    Um beijo.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails